Conflitos nas franquias: Conheça as 3 principais causas (alguns NÃO podem ser evitados!)

Maiores conflitos nas franquias

As três maiores causas de conflitos nas franquias foram ditas.

No entanto, nem todos os conflitos podem ser evitados.

É o que disse uma pesquisa feita pelo Centro Ásia-Pacífico para Excelência em Franquia, alguns anos atrás. A pesquisa mostrou as causas do conflito de franquia, da visão do franqueador e do franqueado.

De acordo com a pesquisa, os franqueadores não podem evitar brigas com seus franqueados. Isso porque alguns conflitos podem ser saudáveis para a relação.

O conflito franqueador-franqueado não é apenas difícil de evitar, mas é sim uma parte importante de uma boa relação comercial.

A saber, a pesquisa viu três causas centrais de atritos na franquia. Com toda a certeza, franqueadores e franqueados estarão mais bem preparados para diminuir os conflitos.

 

 

3 causas dos conflitos nas franquias

 

1. Falta de cautela

A pesquisa revelou que alguns franqueadores precisam melhorar. O mesmo acontece com os franqueados, que costumam estar mais em evidência, quando o assunto é falta de cuidado.

Veja os efeitos da falta de cuidado do franqueador:

  • Seleção ruim de franqueados;
  • Problemas para adequar o modelo de negócios;
  • Falta de dinheiro para dar o suporte adequado;
  • Por fim, expectativas irreais em relação ao custo e tempo para montar a franquia e fornecer sistemas de suporte eficazes.

De fato, quando o franqueado espera algo que ele não terá, aumenta o nível de brigas. Em resumo, o franqueado precisa ter cautela.

Além disso, a pesquisa mostrou que quanto menos dinheiro e experiência o franqueado tinha, menos conselho de negócios, ele buscava antes de assinar um contrato de franquia.

 

 

Isso cria uma situação em que o franqueado não entende:

  • A relação de franquia;
  • Os limites;
  • Requisitos;
  • Retornos financeiros;
  • Riscos.

Como resultado, os franqueados podem ter desempenho limitado, falta de compromisso, uma relação ruim com o franqueador e fiquem insatisfeitos – tudo isso pode levar a brigas.

 

2. Comunicação e os conflitos nas franquias

Brigas entre franqueado e franqueador

A comunicação, ou melhor, a falta dela é outra das causas do conflito de franquia.

Quando as duas partes se comunicam bem, a relação parece ser mais bem-sucedida.

Os franqueados devem estar na tomada de decisões. Como resultado, o franqueado se adapta melhor às mudanças. Decerto, diminui o conflito.

 

3. Condições pessoais do franqueado

As demandas econômicas e pessoais impostas aos franqueados e as mudanças nas circunstâncias dos franqueados geralmente geravam insatisfação e conflito do franqueado.

Certamente, isso deixa o franqueado insatisfeito e diminui a fidelidade que ele tem com o franqueador.

Novamente, os franqueadores precisam se comunicar bem na hora de atrair franqueados. Assim, os dois vão pensar parecido, no que se refere à franquia e estilo de vida.

 

 

Evite conflito de franquia

O papo aberto e claro reduz as brigas de franquia. Afinal, alinha as expectativas das duas partes, antes que o contrato de franquia seja assinado.

A pesquisa mostra que o ideal é ter mais consciência, do papel de cada um na relação comercial. Isso pode ajudar o franqueador e o franqueado. Terá mais confiança e compromisso.

Em conclusão, reduz as brigas.

Como resolver conflitos nas franquias